Saiba a importância de cuidar da imunidade!




O sistema imunológico é o responsável pela defesa do organismo, ou seja, ele é formado por diferentes células e tecidos que criam barreiras e que combatem os microrganismos causadores de doenças como, por exemplo, os vírus e as bactérias. Por esse motivo, cuidar da imunidade é muito importante, já que seu funcionamento inadequado, pode acarretar uma maior suscetibilidade de contrair doenças, e uma maior dificuldade em combatê-las!


Existem algumas estratégias para contribuir com o funcionamento adequado do sistema imune e, uma das principais, é a alimentação equilibrada. Por isso, é importante incluir uma variedade de alimentos na rotina, como: frutas, legumes, verduras, oleaginosas, sementes, leguminosas, cereais, ovos, leite e derivados, para assim, obter uma variedade de nutrientes essenciais para que todo organismo funcione corretamente.



Ainda no contexto da alimentação, alguns nutrientes merecem destaque por sua importante participação no sistema de defesa:

 

Beta-glucana: as beta-glucanas podem auxiliar, preparar e aumentar a resistência do sistema imunológico contra invasores. Após serem ingeridas, as beta-glucanas, entram em contato com a mucosa do intestino, junto com as outras células de defesa, e auxiliam na ativação das células de combate aos microrganismos invasores. As beta-glucanas podem também reduzir o número de infecções do trato respiratório e os dias de sintomas de um resfriado. Podem ser encontradas principalmente nos cereais, como cevada e aveia, ou em produtos fortificados.

Vitamina C: além de ser uma vitamina antioxidante, que combate os radicais livres e, assim, contribui na redução do risco de inflamação e suscetibilidade a doenças, a vitamina C é reconhecida por desempenhar um papel central no funcionamento do sistema imunológico. Ela é importante para que esse sistema consiga ter uma resposta adequada contra microrganismos invasores sem causar danos ao organismo. A vitamina C também pode diminuir a duração dos sintomas da gripe, além de impedir infecções do trato respiratório. Essa vitamina pode ser encontrada, principalmente, em frutas como: laranja, limão, goiaba, morango, abacaxi, acerola, manga e kiwi.

Vitamina D: além do seu papel na manutenção da integridade óssea, a vitamina D também estimula a maturação de muitas células, incluindo alguns tipos de células imunes. Assim, é fundamental para a imunidade e saúde respiratória. A deficiência dessa vitamina pode acarretar um maior risco de doenças pulmonares crônicas e a maiores taxas de infecções do trato respiratório. A principal forma de obter vitamina D é através da exposição ao sol e em alimentos fortificados.

Fibras: as fibras contribuírem para o funcionamento adequado do sistema imune, servem de alimento para as bactérias boas do intestino, que é o principal órgão de defesa do corpo, já que é nele que se alojam a maior quantidade de células de defesa. As fibras podem ser encontradas, principalmente, nos grãos integrais, frutas e verduras.

Além da alimentação, outros hábitos são importantes para um bom funcionamento do sistema imunológico como: prática de atividades físicas, dormir bem, evitar o stress e evitar o consumo de bebidas alcoólicas e cigarro. Também é importante lembrar que cuidar da imunidade e da saúde é um hábito diário e para toda a vida, não apenas nesse momento de pandemia, que impacta diretamente na qualidade de vida. 

Então, agora que você já sabe os hábitos que podem contribuir com a sua imunidade, que tal inclui-los a sua rotina? A Piracanjuba pode te ajudar nessa, com o novo IMUNODAY, uma bebida láctea recomendada para todos que querem reforçar o funcionamento adequado do sistema de imunológico!


Referências:

1-    BELKAID Y, HAND TW. Role of the microbiota in immunity and inflammation. Cell. 2014 Mar 27;157(1):121-41. doi: 10.1016/j.cell.2014.03.011. Review. PubMed PMID: 24679531; PubMed Central PMCID: PMC4056765.                                                                 

2-    BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Guia alimentar para a população brasileira. Ministério da Saúde, 2014.

3-    BRASIL, ILSI. Funções plenamente reconhecidas de nutrientes. 2014.                                     

4-    COLOTTA, Francesco; JANSSON, Birger; BONELLI, Fabrizio. Modulation of inflammatory and immune responses by vitamin D. Journal of autoimmunity, v. 85, p. 78-97, 2017.                                                                                                                              

5-    FULLER, Richard et al. Yeast-derived β-1, 3/1, 6 glucan, upper respiratory tract infection and innate immunity in older adults. Nutrition, v. 39, p. 30-35, 2017.                                       

6-    JAFARI, Davood et al. Vitamin C and the Immune System. In: Nutrition and Immunity. Springer, Cham, 2019. p. 81-102.                                                                                           

7-    MOHAN, Aparajitha. STRESS AND IMMUNITY: BRIEF REVIEW OF MECHANISMS IN PSYCHONEUROIMMUNOLOGY. Innoriginal: International Journal Of Sciences, p. 1-4, 2018.                             

8-    MIKKELSEN, Kathleen; APOSTOLOPOULOS, Vasso. Vitamin B12, Folic Acid, and the Immune System. In: Nutrition and Immunity. Springer, Cham, 2019. p. 103-114.           

                       

9-    MYHRSTAD, M. C. W., TUNSJØ, H., CHARNOCK, C., et al. Dietary Fiber, Gut Microbiota, and Metabolic Regulation—Current Status in Human Randomized Trials. Nutrients, 12(3), 859. 2020.                                                                                                                       

10-  Philippi ST. Tabela de composição de alimentos: suporte para decisão nutricional. 2a. ed. São Paulo: Coronário; 2002                                        

11-  PRATHER, Aric A. Sleep, stress, and immunity. In: Sleep and Health. Academic Press, 2019. p. 319-330

12-  RESCIGNO M. Intestinal microbiota and its effects on the immune system. Cell Microbiol. 2014 Jul;16(7):1004-13. doi: 10.1111/cmi.12301. Epub 2014 May 1. Review. PubMed PMID: 24720613.                                                                                                                  

13-  REDONDO USEROS, Noemi et al. HYDRAGUT study: Influence of HYDRAtion status on the GUT microbiota and their impact on the immune system. The FASEB Journal, v. 29, n. 1_supplement, p. 593.1, 2015.

14-  SIMPSON, Richard J. et al. Exercise and the aging immune system. Ageing research reviews, v. 11, n. 3, p. 404-420, 2012.

15-  TANGPRICHA, Vin et al. Vitamin D for the Immune System in Cystic Fibrosis (DISC): a double-blind, multicenter, randomized, placebo-controlled clinical trial. The American journal of clinical nutrition, v. 109, n. 3, p. 544-553, 2019.       

16-  VETVICKA, Vaclav et al. Beta glucan: Supplement or drug? From laboratory to clinical trials. Molecules, v. 24, n. 7, p. 1251, 2019.                             

17-  VOLMAN, Julia J.; RAMAKERS, Julian D.; PLAT, Jogchum. Dietary modulation of immune function by β-glucans. Physiology & behavior, v. 94, n. 2, p. 276-284, 2008.



Compartilhe com seus amigos



4 gostei