Mito ou verdade? Respondemos as 8 dúvidas mais frequentes sobre a lactose

Publicado em 12/01/2021 13:57:00 por Piracanjuba

A lactose, um tipo de carboidrato presente no leite, ainda é um assunto que gera muitas dúvidas, principalmente entre os intolerantes. Pensando nisso, esclarecemos os principais as perguntas relacionadas ao tema. Confira!


1 - O que é intolerância à lactose? 

     A intolerância à lactose é um distúrbio que ocorre no momento da digestão. Está associada a incapacidade do organismo em absorver a lactose, açúcar natural do leite, e transformá-la em glicose e galactose, para que seja adequadamente absorvida pelo intestino. Os sintomas mais comuns são dores abdominais, distensão abdominal, flatulências, náuseas e diarreia.

2 - O que causa intolerância à lactose?

A intolerância à lactose pode ser causada por deficiência genética ou danos na mucosa intestinal. Na primeira situação, a enzima lactase vai gradualmente parando de ser produzida. Essa é considerada a causa mais comum e pode ocorrer em qualquer fase da vida, bem como, aumentar com o decorrer dos anos.
Já a intolerância causada por danos à mucosa intestinal, local onde a lactose é absorvida, pode ocorrer em decorrência de outras doenças ou problemas, como síndrome do intestino irritável, doença celíaca, diarreias virais, uso prolongado de antibióticos, lesões, cirurgias, entre outros, podendo ser temporária ou permanente.  

3 - A lactose faz mal para pessoas que não são intolerantes?

Não. As pessoas que não possuem intolerância à lactose, conseguem produzir a quantidade suficiente da enzina lactase, fazendo com que a digestão desse carboidrato ocorra normalmente, sem nenhum tipo de sintoma. 

4 - Lactose engorda? 

Mito. Nenhum alimento ou nutriente de forma isolada tem o efeito de engordar ou emagrecer. O ganho de peso está relacionado ao desbalanço causado pela ingestão excessiva de calorias, quando comparado com as calorias gastas. Por isso, para um processo de emagrecimento saudável, o ideal é manter um equilíbrio e, não necessariamente, parar de comer determinado alimento. Além disso, os lácteos são alimentos com alta densidade nutricional, o que pode ser benéfico, auxiliando na sensação de saciedade. 

5 - Diabéticos podem consumir lácteos Zero Lactose?

Sim, mas é preciso ter cautela. O controle da quantidade de carboidratos ingeridos ao longo do dia, é uma especificidade na dieta a ser seguida por diabéticos.  E, apesar do leite de vaca possuir quantidade baixa de carboidratos na forma de lactose, ao ser ingerida, ela é quebrada em galactose e sacarose, que são açúcares que diabéticos têm menor capacidade de absorver.
Sendo assim, diabéticos podem consumir a sacarose, desde que ela entre na contagem de carboidratos diária, o que geralmente ocorre com auxílio de um médico ou nutricionista.

6 - Intolerância à lactose: o que comer?

Pessoas intolerantes à lactose podem consumir qualquer alimento que não contenha lactose. Mas, isso não significa a exclusão de produtos lácteos da alimentação! Atualmente é possível encontrar uma oferta variada de produtos zero lactose. A Piracanjuba, por exemplo, oferece um portfólio amplo de produtos que incluem alimentos como leites, manteiga, creme de leite, doce de leite, leite condensado e bebidas saborizadas. 

7 - O leite sem lactose possui a mesma quantidade de cálcio que o leite tradicional?

Sim. A única diferença entre os leites é que, no caso do sem lactose, esse carboidrato é previamente quebrado. Ou seja, ao invés da quebra ocorrer no intestino do indivíduo, ela ocorre no processo produtivo do leite. Desta forma, todos os outros nutrientes, como o cálcio, permanecem os mesmos. 

8 - Pessoas com uma alimentação sem lactose correm risco de ter deficiências nutricionais?

Depende. Os alimentos lácteos são ricos em diversos nutrientes, sendo, inclusive, uma das principais fontes de cálcio, que é essencial para o crescimento e manutenção óssea. A exclusão dos lácteos pode fazer com que o risco da deficiência desse mineral aumente, o que pode facilitar doenças ósseas, como a osteopenia e osteoporose.  Mas, para que a ingestão dos nutrientes seja adequada, é indicado o consumo de uma alimentação equilibrada e variada e, neste caso, tenha um cuidado especial com alimentos que sejam fontes de cálcio, até mesmo os lácteos sem lactose.

 

Referências:

ANAD – Associação Nacional de Atenção ao Diabetes. Intolerância à lactose. 2020. Disponível em:< https://www.anad.org.br/intolerancia-a-lactose/>. Acesso em: 24, nov 2020.    

SBP – Sociedade Brasileira de Pediatria. Intolerância a lactose. Disponível em:< https://www.sbp.com.br/especiais/pediatria-para-familias/noticias/nid/intolerancia-a-lactose/>. Acesso em: 24, nov 2020.                                                                                  

SBD – Sociedade Brasileira de Diabetes. Intolerância a lactose. Disponível em:< https://www.diabetes.org.br/publico/pdf/manual-nutricao.pdf>. Disponível em: 24, nov 2020.                  

SBAN – Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição. Declaração de Posicionamento da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição sobre Consumo de Leite e de Produtos Lácteos e Intolerância à Lactose. 2020. Disponível em:< https://www.sban.org.br/uploads/Posicionamentos20200710102354.pdf>. Acesso em: 24, nov 2020.

    Compartilhe com seus amigos

MAIS SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA PARA VOCÊ!